Covid: MPRN lança campanha para reforçar medidas de proteção aos idosos

243

Manter-se em isolamento social é a medida mais eficaz para evitar que o novo coronavírus (Covid-19) avance ainda mais. No caso dos idosos, ficar em casa se torna ainda mais necessário porque eles fazem parte do grupo de risco da doença.

Foi pensando nisso que o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), lançou nesta terça-feira (14) um vídeo institucional para reforçar as medidas de isolamento social com vistas a preservação de vidas deste público de risco. A principal mensagem da campanha é lembrar que quem tem idosos na família deve protegê-los, garantindo o isolamento social neste momento de pandemia do coronavírus.

Como medida de preservação do isolamento social, o material de pouco mais de dois minutos foi gravado pelos próprios idosos ou com a ajuda dos profissionais de saúde e cuidadores. Todos frisaram a mensagem para que as pessoas fiquem em casa nesse momento de pandemia pela Covid-19. “Faça a sua parte, cuide de quem cuidou de vocês”, “Pelo meu direito de viver, fique em casa”, disseram, emocionados dois idosos.

A ação foi coordenada pela equipe da 42ª Promotoria de Justiça de Natal, atribuição na Tutela Coletiva da Pessoa Idosa, e contou com apoio de Instituições de Longa Permanência de Idosos (ILPI) de natureza filantrópica, sediadas no município de Natal: Ciade – Bom Samaritano, Casa de Idosos Jesus Misericordioso, Espaço Solidário, Instituto Juvino Barreto e, Lar do Ancião Evangélico – LAE.

A promotora de Justiça Suely Nobre, titular da 42ª Promotoria de Justiça, lembra que, segundo o IBGE, os idosos representam 12% da população brasileira. “Somente em Natal, são mais de 400 abrigados em instituições privadas e filantrópicas. Muitos deles, contudo, se sentem solitários, além da falta das atividades rotineiras como ir ao supermercado ou uma caminhada. Nesse momento, o apoio dos familiares e de pessoas próximas é fundamental para que eles se sintam amparados”, completou.

Suely Nobre também destaca a mensagem “cuidem dos idosos”, dita diversas vezes e com bastante ênfase por Luiz Henrique Mandetta, ministro da Saúde, no dia 17 de março, quando foi anunciada a primeira morte por coronavírus no Brasil.

Cuidados, limpeza e visitas

Familiares, funcionários domésticos e cuidadores de idosos devem redobrar os cuidados de higiene pessoal e limpeza da moradia. As visitas e saídas também devem ser evitadas e, caso não seja possível, todos devem evitar ambientes fechados e aglomerações.

Ao entrar em casa não se deve tocar em nada, antes de se higienizar. Se possível, tire os sapatos e os higienize. Tire a roupa e coloque-a em uma sacola plástica no cesto de roupas. Tome banho. Se não puder, lave bem todas as áreas expostas. Conversas virtuais e doações estão entre as principais formas de dar apoio durante o isolamento.