Coronavírus faz advogados também se adaptarem ao home office

46

O trabalho remoto tem sido uma alternativa para muitas categorias profissionais seguirem prestando serviços, sejam públicos ou privados. O home office com teleconferências foi adotado pelo caicoense Roberto Diniz e demais advogados do seu escritório. Ele explica que é uma forma de não paralisar a comunicação com os clientes e aproveitar a tecnologia a favor da justição. Roberto lembra que o trabalho pode ser feito com ferramentas simples e gratuitas, como o WhatsApp e Facebook, e acredita que essa é uma tendência que será seguida por outros advogados.

“Esse novo serviço surge da necessidade urgente de contribuir diretamente com a campanha de prevenção em relação à crise mundial do coronavírus e como medida necessária para manter os serviços dos escritórios em funcionamento e à disposição dos clientes. É a implementação de uma tecnologia acessível em prol de um serviço eficiente e de uma atuação com responsabilidade social”, destaca Roberto Diniz, ex-presidente da OAB Caicó.

Nesta quinta-feira (19), o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, o Ministério Público Estadual, a Defensoria Pública do Estado e a OAB/RN assinaram um ato conjunto que determina a suspensão, em caráter excepcional, do expediente presencial em todas as suas unidades, até o dia 30 de abril. Os membros e servidores dessas instituições ficarão em regime de trabalho remoto. Também foram suspensos os prazos de processos físicos e eletrônicos no período de 19 de março a 30 de abril.