Associações empresariais conduzirão estudos internos para ampliar debate sobre permanência do comércio aberto em horário de almoço

13

A audiência pública para discutir a permanência do comércio durante o horário do almoço pontuou demandas importantes de Caicó, como a questão da segurança pública, trânsito e infraestrutura urbana. Os empresários que compareceram a Câmara de Vereadores na noite desta terça-feira (20) entenderam a necessidade de avaliar a abertura das portas no horário de almoço, para que o comércio tome mais força e vigor.

Da audiência ficou firmado que as associações empresariais conduzirão estudos internos para ampliar o debate. Hoje Caicó tem 31 empresas que funcionam em horário estendido, mas na abaliação do presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas, João Batista, não adianta abrir só por experiência. É uma questão cultural que levará algum tempo para os primeiros resultados, sempre com essa união entre iniciativa privada e Poder Público.

O propositor da audiência foi o vereador Pastor Erinaldo Lino. A reunião contou com a representação da Casa do Empresário – que reúne associados da ACISC, CDL e Sindivarejo, Polícia Militar, UFRN, SEBRAE, além da presidente da Casa Legislativa Rosângela Maria e o vereador Alisson Jackson.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui