Liga completa 70 anos consolidada como instituição referência

Liga completa 70 anos consolidada como instituição referência

A Liga Norte Riograndense Contra o Câncer completa 70 anos de fundação nesta quarta-feira. Fundada em 17 de julho de 1949, a instituição é hoje o único Centro de Alta Complexidade em Oncologia (CACON) do Estado, sendo atualmente referência não apenas no tratamento contra o câncer na região Nordeste, mas também nas áreas de ensino, pesquisa e diagnóstico por imagem.

Com toda sua experiência acumulada ao longo desses quase 70 anos e sempre focada na conjugação de excelência técnica com o capital humano, sendo referência na democratização do atendimento e ao fácil acesso à medicina especializada, algumas de suas áreas merecem destaque:

Área acadêmica 

Dentre suas diversas áreas de atuações, uma das que avançam com mais desenvoltura é seu setor acadêmico e de pesquisa. Após mais de 30 anos de contribuição no desenvolvimento de estudos e capacitação de novos profissionais de saúde, a instituição é responsável pela Escola de Oncologia da Liga Contra o Câncer.

A Unidade, que nasceu com o objetivo de fortalecer a qualificação de novos especialistas da área da saúde no Rio Grande do Norte, incentivando atividades de pesquisa e visando a melhoria da assistência ao paciente com câncer, oferece hoje cursos de Pós Graduações Lato Sensu, mestrado e cursos técnicos na área da saúde, com destaque para seu concorrido programa de Residência Médica, que atualmente compreende sete programas: Cancerologia Clínica, Cancerologia Cirúrgica, Cancerologia Pediátrica, Cabeça e Pescoço, Mastologia, Patologia e Rádioterapia, além de programas de atenção ao câncer nas áreas de Enfermagem, Farmácia e Nutrição.

A Escola atua em todas as fases da educação superior, com parcerias com o conjunto de universidades públicas e privadas do Rio Grande do Norte, em diversos cursos de graduação e pós-graduação.

 

Pesquisa Clínica

 

No campo da pesquisa clínica, a Liga vem obtendo reconhecimento nacional e internacional já há alguns anos. Em alguns projetos específicos, como nos estudos ligados ao câncer de próstata e ao câncer do colo de útero, a instituição está entre os maiores recrutadores de casos do mundo.

Com mais de dez anos de atuação, o setor possui diversos trabalhos em andamento e outros já premiados internacionalmente, entre eles estudos com pesquisas voltadas para o aconselhamento genético, que avalia o risco hereditário de diversos tipos de câncer; o estudo multicêntrico chamado Latitude, com participação de 38 países, que aborda o câncer de próstata metastático e que, depois de sete anos de muita pesquisa, após sua publicação rege condutas novas no tratamento do câncer de próstata e se reverte em um retorno muito grande para a sociedade.

 

Diagnóstico por Imagem

Cada vez mais precisos e eficazes, os métodos de diagnóstico por imagem e medicina nuclear estão em expansão na Liga por mais de uma década. Referência em inovação e excelência, com um dos mais avançados centros de diagnóstico por imagem do Nordeste, a instituição ultrapassou a marca de 136 mil procedimentos no setor realizados no ano passado.

O serviço de medicina nuclear e diagnóstico por imagem da Liga está aparelhado com aparelhos de ponta no mercado mundial e apto a realizar praticamente todos os tipos de exames disponíveis na medicina em seu mais alto grau de qualidade, como tomografias computadorizadas, ultrassonografias, mamografias, ressonâncias magnéticas, cintilografias, PET-CT e raios-x.

Sobre a Liga

 

Reconhecida pela democratização do acesso à oncologia de ponta, a Liga é formada atualmente por seis unidades, sendo uma de apoio humanitário: o Centro Avançado de Oncologia (CECAN), Hospital Dr. Luiz Antônio, Policlínica, Hospital de Oncologia do Seridó (em Caicó), a Escola de Oncologia e a Casa de Apoio Irmã Gabriela.

Sociedade civil sem fins lucrativos, a Instituição realiza por ano um total geral 1.227.891 procedimentos realizados e destina mais de 68% de seu atendimento a pacientes do SUS, como parte de sua missão de levar a melhor assistência oncológica a todos os cidadãos, independente da forma de acesso.

Ao longo de sua história, a Liga conseguiu alcançar um nível de excelência raro para uma instituição filantrópica, além de estar se reinventando e, com isso, conseguindo dar conta do vertiginoso crescimento da demanda. “Por sermos uma instituição filantrópica, tudo o que é arrecadado é reinvestido. Então, isso nos permite fazer coisas que uma instituição que visa o lucro não faria. Apesar das dificuldades, estamos crescendo ano após ano. É otimizando nossa receita que conseguimos tratar da melhor forma possível todos os nossos pacientes”, afirma o superintendente da Liga Norte Riograndense Contra o Câncer, Dr. Roberto Sales.

Números

No último ano foram detectados na Liga 4.475 novos casos de câncer. Em termos de atendimentos especializados o volume também foi bastante significativo: mais de 353 mil aplicações de radioterapia, 41 mil ciclos de quimioterapia e mais de 15 mil cirurgias, 17.329 mamografias, além de 293.233 exames de patologia clínica, que somados a outros meios, gerou um número total geral de procedimentos realizados de 1.227.891.

Mesmo sendo uma instituição de direito privado, o trabalho da Liga Norte Riograndense Contra o Câncer é um bem público e segue com a missão de oferecer atenção oncológica de alto nível a todas as camadas da população.

Wllana Dantas

Deixe uma resposta

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com