Produtores discutem tecnologias e cultivo intensivo de camarão

Produtores discutem tecnologias e cultivo intensivo de camarão

A produção de camarão caiu drasticamente no Rio Grande do Norte na última década. Somente as exportações do crustáceo saíram de 1.466 toneladas enviadas para o mercado internacional em 2009 para praticamente zero no ano passado de acordo com informações da Associação Brasileira dos Criadores de Camarão (Abccam).

A redução do cultivo se deve muito à incidência do Vírus da Síndrome da Mancha Branca, que afetou o Rio Grande do Norte e outros sete estados do Nordeste, além de Santa Catarina.

Mas produtores e instituições buscam alternativas para viabilizar a criação, dar competitividade e ampliar a produção do crustáceo no estado, que ainda assim lidera o ranking nacional respondendo por mais de 37% da produção do país segundo o IBGE.

Para auxiliar criadores a otimizar os viveiros com foco no aumento de produção com segurança, o Sebrae no Rio Grande do Norte e a Aquacultura Integrada vão trazer para o estado dois especialistas internacionais para discutir o cenário da criação intensiva do crustáceo, durante o Workshop Tecnologia em Cultivo Intensivo de Camarão – AquaIn’19. O evento será realizado no dia 9 de agosto, no auditório do Sebrae, em Natal, e já está com as inscrições abertas, que podem ser feitas

Wllana Dantas

Deixe uma resposta

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com