Microempresas criam 1.311 novas vagas no RN em quatro meses

Microempresas criam 1.311 novas vagas no RN em quatro meses

Os pequenos negócios voltaram a desempenhar papel importante para frear o alto índice de desemprego ao gerar novas frentes de trabalho no Rio Grande do Norte. Entre janeiro e abril, as microempresas foram as únicas que fecharam o primeiro quadrimestre de 2019 com um saldo positivo de emprego e a geração de 1.311 novas vagas.

As organizações de demais portes, todas, finalizaram o período com saldos negativos, o que contribuiu para o estado chegasse ao mês de abril com um saldo de 6.142 postos de trabalho perdidos. A análise é do Sebrae baseada nas informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia.

O setor que mais influenciou para o saldo acumulado do ano ser negativo foi o da agropecuária, que foi responsável por uma perda de 5,1 mil vagas. O comércio e a indústria também registraram baixas no saldo em função do número maior de demissões em comparação com o número de contratações. Foram 1.545 e 1.114 vagas perdidas respectivamente em cada um dos setores. A indústria da construção civil potiguar também teve um desempenho negativo com 421 vagas perdidas.

As empresas da área de serviços do RN, no entanto, encerraram o quadrimestre com saldo positivo. As admissões superaram as demissões em 2.246 vagas. O serviço da administração pública também teve um saldo positivo em 81 vagas.

Wllana Dantas

Deixe uma resposta

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com