Zenaide critica correção do salário mínimo apenas pela inflação

Zenaide critica correção do salário mínimo apenas pela inflação

A Senadora Zenaide Maia (Pros-RN) criticou a intenção do governo do presidente Jair Bolsonaro de dar um aumento no salário mínimo que apenas cobrirá as perdas com a inflação. Ela disse que a decisão significa romper com a política de valorização desse salário, em vigor desde 2004, que previa, além da reposição das perdas inflacionárias, um aumento real de acordo com o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do ano anterior.

A parlamentar considerou um retrocesso o aumento de apenas 4,2%, previsto na proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020, enviada pelo presidente da República ao congresso. Isso significa que o salário mínimo passará de R$ 998,00 para R$ 1.040,00.

Zenaide disse que, se essa proposta do governo Bolsonaro for aprovada pelo Congresso, mais da metade da população brasileira será prejudicada.

— Segundo informações do IBGE [Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística], em 2017 seis em cada dez famílias brasileiras contavam com até um salário mínimo para viver, sendo que mais da metade dessas famílias, representando 35,3 % da população, vivia com até meio salário mínimo — disse.

Wllana Dantas

Deixe uma resposta

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com