CDH discute violência na sociedade que leva a eventos como o de Suzano

CDH discute violência na sociedade que leva a eventos como o de Suzano

Nesta quinta-feira (13), os senadores da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) lamentaram e continuaram a repercutir o massacre ocorrido na quarta-feira (13) em uma escola pública de Suzano (SP), onde duas pessoas encapuzadas assassinaram ao menos oito pessoas, deixando diversos feridos. Os dois criminosos também morreram, totalizando em dez o número de mortos.

Ao ressaltar que o problema da violência não pode ser atribuído apenas aos políticos, aos professores e à polícia, o senador Styvenson Valentim (Pode-RN) falou da importância da participação dos pais no processo educativo das crianças e jovens. Ele apontou preocupação com o fato de que muitas pessoas têm sido influenciadas por jogos eletrônicos e questionou por que ninguém teve a atenção, por exemplo, de acompanhar o comportamento de um dos autores do massacre, o jovem Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos.

Já a senadora Zenaide Maia (Pros-RN) afirmou que é o Estado brasileiro quem tem o dever de zelar pela segurança da população, e não a ideia de colocar armas nas mãos do cidadão comum. Para a parlamentar, a única maneira de diminuir a violência se chama educação de qualidade para todos.

— Vamos oferecer livros ao invés de armas, disse ela.

Wllana Dantas

Deixe uma resposta

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com