O presidente eleito Jair Bolsonaro  da Economia e também confirmou a fusão entre as pastas da Agricultura e do Meio Ambiente. Na semana passada, Jair Bolsonaro tinha dito que poderia rever essa unificação.

Em entrevista a imprensa o ex-presidente do PSL Gustavo Bebianno disse que 80% dos nomes do futuro ministério já estão decididos: “Existe um nome muito forte para a Educação; para a Saúde ainda estamos estudando. No momento certo, vai ser anunciado”.

Outra novidade é que o novo governo vai ter 15 ou 16 ministérios, segundo o futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Durante a campanha, Jair Bolsonaro já havia anunciado o nome de Paulo Guedes para comandar a Economia. Nesta terça ficou decidido que o economista terá nas mãos um superministério. A nova pasta vai concentrar as funções da Fazenda, do Planejamento e da Indústria e Comércio Exterior.