Profissionais do Instituto de Gestão das Águas do Rio Grande do Norte (IGARN), Secretaria Estadual de Recursos Hídricos (SEMARH) e do Comitê da Bacia Hidrográfica Piranhas/Açu estiveram na Barragem da Carnaúba, localizada próximo a Caicó, para tentar desobstruir ou fazer funcionar uma das válvulas para liberar a água e esta chegue até o Perímetro Irrigado do Sabugi, localizado na zona rural do município, para atender as necessidades.

Para o secretário do CBH-PPA, José Procópio a gestão daquele reservatório é de responsabilidade do Estado, mas o sistema hidromecânico da comporta tem problemas  impedindo a sua abertura. Em entrevista a TV Kurtição, canal 175 a cabo da Brisanet, ele ainda frisou que o Estado alega não ter recursos para realizar a manutenção, e esta, não é feita desde a sua criação, impedindo o gerenciamento da água. O reservatório está com a capacidade de 10 milhões de metros cúbicos de água que está sendo levada para as comunidades rurais através de carros pipa.

Os técnicos só conseguiram abrir uma parte da comporta o que inviabiliza a proposta de chegar água para as comunidades rurais, já que a vasão é muito pouca. Nesta quinta-feira (31) haverá uma reunião na comunidade Cachos com técnicos da Semarh, IGARN e outros setores para decidirem as medidas que serão adotadas para contornar a situação.