Com a senadora Fátima Bezerra (PT) eleita governadora, a partir do ano de 2019, o Rio Grande do Norte passa a ter três novos senadores: Capitão Styvenson (REDE),  Zenaide Maia (PHS) e Jean-Paul Prates (PT) suplente de Fátima Bezerra.

Neste ano o eleitor escolheu dois candidatos ao Senado porque o mandato é de oito anos, mas as eleições ocorrem de quatro em quatro anos. Assim, a cada eleição, a Casa renova, alternadamente, um terço e dois terços de suas 81 cadeiras. Neste ano, 54 vagas estavam em disputa no país.

Capitão Styvenson (REDE)

Eann Styvenson Valentim Mendes tem 41 anos e é capitão da Polícia Militar do Rio Grande do Norte desde 2003. No ano de 2009, entrou para o Comando de Polícia Rodoviária Estadual (CPRE). Entre os anos de 2012 e 2016, ele ficou conhecido pelo rigor na coordenação da Operação Lei Seca. Mais recentemente, o capitão Styvenson atuou na Zona Oeste de Natal, com a segurança escolar.

Zenaide Maia (PHS)

Zenaide Maia Calado Pereira dos Santos tem 64 anos e é deputada federal do Rio Grande do Norte. Ela é médica formada pela Universidade Federal do RN e deu início a vida pública como secretária de saúde de São Gonçalo do Amarante, onde atuou durante dois mandatos. Na Câmara Federal participou das comissões da Mulher, das Pessoas com Deficiência, da Seguridade Social e Família, dentre outras. é a primeira vez que tenta vaga no Senado Federal.

Jean-Paul Prates (PT)

Nasceu no Rio de Janeiro. É advogado, economista e mora no Rio Grande do Norte desde 2005. Foi Secretário de Estado de Energia do Rio Grande do Norte durante o Governo Wilma de Faria. Atualmente, dirige duas empresas de consultoria: uma na área de petróleo/gás (RJ), outra nas áreas de energia renovável e meio ambiente (RN).