“Tronco, ramos e raízes”, uma viagem pelo Seridó negro

“Tronco, ramos e raízes”, uma viagem pelo Seridó negro

Matéria desta quarta-feira (11), da Tribuna do Norte, faz uma viagem pelo Seridó negro, abordando o trabalho de pesquisa do programa de extensão da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, “Tronco, ramos e raízes”, vinculado ao Departamento de Antropologia da UFRN, que reúne dados sobre a presença afro-brasileira na região e sua marca no cenário cultural, com a criação do Guia Cultural Afro do Seridó.

Entre as coordenadoras do programa que desenvolve pesquisa na região desde 2012, a professora e antropóloga Julie Cavignac, que nasceu na França. São comunidades quilombolas de várias cidades da região, com destaques para Irmandades de Negros do Rosário, a mais antiga, dos Homens Pretos, desde a segunda metade do Século 18. O trabalho também envolve o patrimônio histórico e cultural indígena. Confira aqui a matéria,por Ramon Ribeiro.

Wllana Dantas

Deixe uma resposta

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com