A captação ilícita de clientes feita por “atravessadores” para beneficiar advogados é ilegal. Esses “atravessadores” ganham comissão pelo agenciamento de causas, conseguindo clientes no entorno dos Fóruns, INSS, Defensoria Pública, delegacias, presídios e outros locais. A confirmação sobre a existência dessa prática é da própria Ordem dos Advogados da Paraíba, Seccional Paraíba (OAB-PB), que pretende coibir a ilegalidade.

A OAB-PB, por meio do Tribunal de Ética e Disciplina (TED) e da Comissão de Combate ao Exercício irregular da Profissão, lançou a campanha ‘Não se deixe enganar’. Um dos focos é combater a captação ilícita de clientes. A campanha foi lançada nas agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) do Varadouro e da Av. Pedro I, ambas no centro de João Pessoa.